Última hora

Fair play financeiro em discussão

Associação Europeia de Clubes reúne em Genebra e fair play financeiro é assunto incontornável

Em leitura:

Fair play financeiro em discussão

Tamanho do texto Aa Aa

O futuro do futebol mundial está em discussão em Genebra. Aleksander Čeferin, presidente da UEFA, e Gianni Infantino, seu homólogo da FIFA, são os cabeças de cartaz em mais uma reunião da Associação Europeia de Clubes e todas as conversas vão dar às loucuras financeiras que marcaram o mercado de transferências.

Jean-Michel Aulas em tempos cometeu também ele algumas loucuras com o sonho falhado de colocar o Lyon entre a elite do futebol europeu, agora defende regras mais apertadas:

“Há necessidade de regulamentação, as somas em jogo no futebol atual são excessivas. Alguns intermediários, nomeadamente os agentes, recebem remunerações exorbitantes. É preciso encontrar soluções, senão é a morte dos clubes intermédios.”

A regulamentação até existe mas o fair play financeiro, em vigor desde 2011, tem-se revelado incapaz de evitar a escalada de preços. O investimento do Paris Saint-Germain este verão é o expoente máximo, com os parisienses a gastarem 222 milhões de euros em Neymar, a que se juntam 180 milhões por Kylian Mbappé, mas só quando o PSG garantir a permanência.