Última hora

Macron em Atenas para falar de reformas com Tsipras

O presidente francês chegou à capital grega com uma ideia em mente: a de debater as reformas que garantam o futuro da União Europeia.

Em leitura:

Macron em Atenas para falar de reformas com Tsipras

Tamanho do texto Aa Aa

Emmanuel Macron, o presidente francês, encontra-se em Atenas para um encontro oficial com o primeiro-ministro grego, Alexis Tsipras.

O objetivo do chefe de Estado francês é debater o futuro da União Europeia, a reforma das instituições e o futuro da Grécia como membro do bloco.

O primeiro-ministro grego disse que a Grécia começa a recuperar e que isso significa que todo o bloco pode falar num início do fim da crise:

“A crise grega foi também uma crise europeia. Nesse sentido, a saída da crise da parte da Grécia significa que a Europa também superou a crise”, disse Tsipras.




“Por isso, penso que estamos realmente no fim da crise da Europa”, concluiu.

Por seu lado, o presidente francês recordou que seria importante pensar no futuro da Europa como união. Macron disse que havia muito trabalho pela frente, agora que o pior da crise económica e financeira dava sinais de abrandamento:

A necessidade de repensar as instituições europeias

“É meu desejo que pensemos acerca das formas de sair deste crise, que é realmente uma crise europeia. Depois das reformas levadas a cabo e de todos os esforços do povo grego, esforços consideráveis, pensemos na necessidade de continuar com as reformas, indispensáveis para a União Europeia”, disse o presidente Macron.

A verdade é que o chefe de Estado francês chegou ao encontro em Atenas com uma missão:a de recordar que as instituições europeias devem ser repensadas.

No entanto, recordou que todas as mudanças devesão ser levadas a cabo tendo em conta a vontade dos europeus, pelo que terão de ser feitas várias consultas.

Segundo o correspondente da Euronews em Atenas, Kostas Tsellos, a economia grega começa realmente a dar sinais de recuperação. Na esperança de que os investidores internacionais recuperem a confiança num país que precisa de investimento, o presidente Macron fez-se acompanhar de vários empresários.

Com Kostas Tsellos, correspondente da Eurones em Atenas