This content is not available in your region

Ex-ministro acusa PT de "pacto de sangue" com a Odebrecht

Access to the comments Comentários
De  Euronews
Ex-ministro acusa PT de "pacto de sangue" com a Odebrecht

<p>Um “pacto de sangue” foi a expressão usada pelo ex-ministro brasileiro Antonio Palocci para classificar os alegados subornos da empresa Odebrecht ao Partido dos Trabalhadores (PT). Pallocci disse que a Odebrecht destinou 300 milhões de reais (cerca de 81 milhões de euros) ao PT em troca de favorecimento nos contratos da Petrobras.</p> <p><a href="http://g1.globo.com/pr/parana/noticia/advogado-de-palocci-afirma-em-depoimento-que-lula-sabia-da-compra-do-terreno-para-instituto.ghtml">Ouvido ontem pelo juiz federal Sergio Moro</a> , o antigo ministro de Lula e Dilma declarou que o ex-presidente recebeu quatro milhões de reais, o equivalente a um milhão de euros, em dinheiro vivo da Odebrecht.</p> <p>Lula e Dilma foram acusados, quarta-feira, de participar numa organização criminosa e de desvio de fundos da petrolífera brasileira Petrobrás, no âmbito do caso Lava Jato.</p>