Última hora

México recupera após o "pior sismo do século"

Este domingo, o Governo mexicano elevou o último balanço de vítimas mortais para 90.

Em leitura:

México recupera após o "pior sismo do século"

Tamanho do texto Aa Aa

A solidariedade após a desgraça.

Os mexicanos reuniram mais de duas toneladas e meia de bens de primeira necessidade para distribuir pelas vítimas do terremoto de magnitude 8,2, na escala de Richter, que atingiu o centro e o sul do México, na quinta-feira.

O Serviço Sismológico Nacional Mexicano continua a monitorizar as mais de sete centenas de réplicas que se seguiram ao sismo. A mais forte teve uma magnitude de 6,1.

Este domingo, o Governo mexicano elevou o último balanço de vítimas mortais para 90 e centenas de feridos.


Mais de 70 pereceram no estado de Oaxaca.

O tremor de terra de quinta-feira é considerado como o mais forte a atingir o país no último século.

O presidente do México, Enrique Peña Nieto, declarou três dias de luto nacional, em memória das vítimas do sismo.

Segundo cálculos preliminares, cerca de 50 milhões de pessoas foram expostas ao sismo no país.

Em setembro de 1985, um tremor de terra de magnitude 8,1 assolou a capital, Cidade do México, fazendo mais de dez mil mortos.