This content is not available in your region

Saakashvili "bloqueado" em comboio na Polónia

Access to the comments Comentários
De  Euronews
Saakashvili "bloqueado" em comboio na Polónia

<p>O comboio ucraniano no qual o antigo Presidente da Geórgia, Mikheil Saakashvili, embarcou, este domingo, acompanhado da mulher e do filho, foi bloqueado pela polícia e não chegou a sair da estação de Przemyśl, no sudeste da Polónia.</p> <p>A decisão foi tomada a pedido da polícia ucraniana.</p> <p>Apoiado, entre outros pela antiga primeira-ministra Yulia Timoshenko, Saakashvili tentava entrar na Ucrânia para recuperar a nacionalidade, retirada pelo chefe de Estado, Petro Poroshenko.</p> <p>Saakashvili disse ser “ridículo tomar todas as pessoas do comboio como reféns.” Os assessores entraram em contacto com as autoridades polacas para denunciar que a polícia da Ucrânia não tem o direito de intervir na Polónia, um país da União Europeia (UE).</p> <p>“Atuam como atuava a antiga União Soviética quando queria livrar-se de um dissidente: esperavam até que saísse do país e depois roubavam a nacionalidade. Os ucranianos, Petro Poroshenko, agem de maneira igual à era soviética, como o <span class="caps">KGB</span> costumava fazer. Julgo que já não vivemos no período soviético. Temos o nosso próprio país com regras e leis”, denunciou o antigo Presidente da Geórgia.</p> <p>No sábado, véspera da tentativa de entrada do também antigo governador de Odessa na Ucrânia, centenas de apoiantes de Saakashvili concentraram-se na fronteira entre a Polónia e a Ucrânia.</p> <p>A cidadania de Saakashvilui foi revogada, alegadamente, devido ao “fornecimento consciente de informações falsas.” </p> <p>O antigo Presidente da Geórgia também é alvo de uma pedido de extradição enviada por Tbilissi a Kiev.</p>