Última hora

Japão reforça aposta na defesa

Apesar da Constituição japonesa proibir qualquer ato de guerra, para Shinzo Abe o país precisa de enfrentar a realidade atual

Em leitura:

Japão reforça aposta na defesa

Tamanho do texto Aa Aa

O primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe, anunciou que irá tomar todas as medidas necessárias para fazer face à crescente ameaça da Coreia do Norte e piscou o olho a uma aliança com os Estados Unidos. O líder nipónico, que há muito defende uma postura militar mais rígida, revelou durante um encontro de oficiais que encarregou o ministro da defesa de preparar um projeto estratégico de reforço a médio prazo.

Apesar da Constituição japonesa proibir qualquer ato de guerra, para o líder nipónico, o país precisa de enfrentar a realidade atual:

“Os mísseis que sobrevoam a nossa nação, o abominável ato de testes nucleares, a invasão constante do nosso espaço aéreo por aviões não identificados – tudo isto são realidades que temos de enfrentar dentro das nossas possibilidades.”

Para Abe, ninguém irá defender o Japão se eles próprios não tiverem vontade de o fazer. A sua proposta vai ao encontro das pretensões dos líderes militares, que têm vindo a pedir um reforço do orçamento para defesas antimísseis, mas também dos Estados Unidos, que já se tinham oferecido para vender material militar altamente sofisticado ao Japão.