Última hora

Supremo Tribunal Federal mantém Janot em investigações sobre Temer

Decisão foi tomada por unanimidade, com os votos a favor dos nove juízes.

Em leitura:

Supremo Tribunal Federal mantém Janot em investigações sobre Temer

Tamanho do texto Aa Aa

O Supremo Tribunal Federal do Brasil votou contra o afastamento do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, das investigações relativas ao presidente Michel Temer.

O pedido tinha sido feito pela defesa do presidente. Os advogados argumentaram que o procurador-geral perseguia o Michel Temer por este pertencer ao Partido do Movimento Democrático Brasileiro, o PMDB.

Segundo a Agência Brasil, a defesa de Temer insistiu em que Janot agiu de forma parcial nas investigações que implicam o presidente. Ao subir à tribuna, o advogado António Cláudio Mariz disse que a prisão dos empresários Joesley e Wesley Batista, em cujas delações se baseiam as acusações, podem indicar que Janot não teve os devidos cuidados na investigação.




Mas o Supremo Tribunal rejeitou a existência de parcialidade da parte do procurador-geral. O órgão tomou a decisão por unanimidade, com os votos a favor dos nove juízes.

Rodrigo Janot deverá apresentar esta quinta-feira ao Supremo Tribunal Federal nova denuncia contra Temer, que será acusado, de acordo com a Folha de São Paulo, dos crimes de organização criminosa e obstrução à Justiça.

A partir da próxima semana, Raquel Dodge passa a chefiar o Ministério Público Federal.

Com Agência Brasil