Última hora

Juncker defende mais UE em torno do euro e de Schengen

Em leitura:

Juncker defende mais UE em torno do euro e de Schengen

Tamanho do texto Aa Aa

O presidente da Comissão Europeia quer alargar a zona euro e o espaço de livre-circulação de Schengen a todos os países da União. Depois da “crise existencial” do ‘Brexit’, Jean-Claude Juncker defendeu esta manhã um novo fôlego para uma Europa mais unida, mais forte e mais democrática, durante o seu quarto discurso sobre o estado da União frente ao parlamento Europeu em Estrasburgo

“O vento volta a soprar nas velas da Europa. Temos uma nova janela de oportunidade mas não vai estar aberta para sempre. Vamos tentar aproveitar ao máximo esta oportunidade: aproveitar o vento nas nossas velas”.

Juncker tenta assim virar a página sobre as crises que afetaram o bloco, ao defender decisões mais rápidas, baseadas em consensos simples com o fim da unanimidade dentro do Conselho Europeu. Para gerir a zona euro, o líder do executivo comunitário defendeu a criação de um cargo permanente de ministro das Finanças da União, deixando ainda uma mensagem aos deputados eurocéticos britânicos no hemiciclo:

“Nós vamos sempre lamentar o ‘Brexit’ e vocês também. Mas devemos respeitar a vontade do povo britânico e ao mesmo tempo avançar pois o ‘Brexit’ não é tudo, o ‘Brexit’ não é o futuro da Europa”.

Defendendo a necessidade de alargar o espaço comunitário, Juncker descartou uma adesão da Turquia num futuro próximo, favorecendo os países dos balcãs. No plano dos direitos dos trabalhadores, Juncker propôs a adoção de um conjunto de normas sociais comuns assim como de uma entidade de supervisão europeia nesta área.