Última hora

Última hora

Atentados do Daesh no Iraque matam mais de oitenta pessoas

Extremistas sunitas do Daesh matam mais de oitenta pessoas no sul do Iraque. As vítimas eram na maioria peregrinos xiitas e os clientes de um restaurante

Em leitura:

Atentados do Daesh no Iraque matam mais de oitenta pessoas

Tamanho do texto Aa Aa

Uma série de atentados no Iraque fizeram na quinta-feira mais de oitenta mortos e uma centena de feridos. Os ataques foram reivindicados pelo Daesh.

Disfarçados de membros das unidades paramilitares maioritariamente xiitas Hachd al-Chaabi, os extremistas sunitas abriram fogo sobre um restaurante, em seguida fizeram explodir o carro em que se deslocavam junto a um posto de controlo.

Os ataques tiveram lugar próximo da cidade de Nassiriya, 300 km a sul de Bagdade, na província de Zi Qar.

“Havia quatro autocarros com peregrinos iranianos. Homens armados entraram nos autocarros e mataram a tiro os passageiros, enquanto outros em furgonetas atiravam sobre as pessoas. Em seguida entraram no restaurante, e abriram fogo sobre toda a gente, jovens e velhos, não pouparam ninguém. Mataram todas as pessoas que estavam lá dentro”, contou Firas Ahmed, um residente.

Depois de ter perdido em julho Mossul e em agosto Tal Afar, o Daesh controla atualmente no Iraque a cidade de Hawija, 300 km a norte de Bagdade, e três localidades do deserto orienntal próximas da fronteira com a Síria: al-Qaim, Rawa e Anna.