Última hora

Pelo menos 22 feridos em explosão no metro de Londres num ato considerado como terrorismo

Ato foi declarado como "terrorista" pelas autoridades britânicas

Em leitura:

Pelo menos 22 feridos em explosão no metro de Londres num ato considerado como terrorismo

Tamanho do texto Aa Aa

Pelo menos 22 pessoas ficaram feridas depois de um balde de plástico com um engenho artesanal ter explodido na estação de Parsons Green, na linha dois do metro de Londres, no bairro de Fullham.

As autoridades declararam o incidente como “terrorismo”. Não há qualquer vítima mortal a lamentar.

O ataque teve lugar pouco antes das oito horas locais, no oeste da capital, na que é conhecida como District Line. Depois da explosão, seguiram-se momentos de pânico, mas os utentes abandonaram a estação pelo próprio pé. O atentado, levado a cabo na hora de ponta, não foi reivindicado.

As autoridades falam de um atentado terrorista falhado devido à a fraca intensidade da explosão.

A primeira-ministra britânica Theresa May, anunciou uma reunião de urgência com os membros do gabinete. Boris Johnson, ministro dos negócios estrangeiros apelou à calma. O presidente da câmara municipal de Londres anunciou entretanto, um aumento da presença policial nas estações da rede do metropolitano da capital.

Cronologia do incidente

As chamas deflagraram num balde de plástico às 7h21 depois de se ter sentido uma explosão, no interior de um comboio com capacidade para transportar 865 passageiros. As autoridades já anunciaram que estão a lidar com a ocorrência no quadro de um “ato terrorista” que provocou uma explosão e “bolas de fogo” no interior da composição.

Desde o início do ano, o Reino Unido foi palco de quatro ataques terroristas que causaram a morte a 36 pessoas.


[em ATUALIZAÇÃO]