Última hora

Migrantes retirados de manuais de matemática

Um exercício matemático com recurso a migrantes num manual escolar gerou polémica. A editora retirou o livro de comercialização

Em leitura:

Migrantes retirados de manuais de matemática

Tamanho do texto Aa Aa

A polémica passou dos livros para as redes sociais e tornou-se visível.

A editora francesa Nathan suspendeu a comercialização de um manual de matemática para a opção científica e de ciências económicas e sociais.


Em causa, um exercício com recurso ao número de migrantes chegados via Mediterrâneo, vindos de África.

Dos livros para o terreno, a França comprometeu-se a relocalizar 30 mil migrantes até ao final do ano pouco mais de 4 mil estão já em território francês, o que levou a Comissão europeia a classificar França como um dos países que “deve, com urgência, acelerar as transferências” de migrantes. No total, 27 695 pessoas foram relocalizadas na Europa até ao início de setembro, dos 160 000 previstos.

Os livros em que migrantes complicam a aprendizagem de alunos de cerca de 18 anos foram retirados do mercado, com um pedido de desculpa da editora e o anúncio de uma edição corrigida e gratuita, com problemas matemáticos sem migrantes implicados.