Última hora

Sismo de 7,1 no México. Presidente Peña Nieto ativa plano de emergência.

Autoridades falam em dificuldades para operações de resgate com o cair da noite. Só na capital, 44 edifícios colapsaram.

Em leitura:

Sismo de 7,1 no México. Presidente Peña Nieto ativa plano de emergência.

Tamanho do texto Aa Aa

Cerca de 150 pessoas morreram num violento sismo que teve lugar no México esta terça-feira às 13:14, hora local.

Os últimos dados relativos ao número de mortos foram avançados pelas autoridades por volta das três e meia da madrugada (hora central europeia, uma hora a menos em Lisboa e Luanda).

A Euronews ​divulga as últimas atualizações à medida que os dado​s ​vão sendo digulgados.​ ​​As autoridades, ​dizem que ​é de esperar que sejam encontradas mais vítimas nos escombros.

​Segundo o Serviço Sismológico Nacional do México, da Universidade Nacional Autónoma do México, ​o sismo atingiu 7.1 na Escala de Richter e teve o epicentro perto da localidade de nos arredores de Axochiapan, no Estado de Morelos, a cerca de 150 km da capital, e registou-se a uma profundidade de 5​7​ quilómetros​.



P​ara além do estado de Morelos, o terramoto atingiu também a capital, Cidade do México, e os estado de México (Edomex) e Puebla. A Cidade do México é uma metrópole com cerca de 20 milhões de habitantes. As autoridades locais declararam o estado de emergência.

Segundo a rede de televisão privada mexicana Televisa, pelo menos 44 estruturas colapsaram na capital.

O Aeroporto Internacional Benito Juarez, na Cidade do México, anulou todos os voos. Vários aparelhos foram desviados para cidades próximas da região, como Toluca e Querétaro.

As instalações do aeroporto são passadas a pente fino pelas autoridades, como forma de prevenção.

Em vários estado mexicanos, as escolas foram fechadas a Bolsa de Valores foi encerrada.




Entretanto, o presidente mexicano, Enrique Peña Nieto, voltou à capital e convocou o Comité Nacional de Emergência para avaliar a situação, interrompendo uma viagem ao estado de Oaxaca (sul).
Recentemente, um sismo de magnitude 8,2, o mais intenso em quase um século no país, fez mais de 90 mortos.

O tremor de terra teve lugar 32 anos depois do violento terramoto que deixou milhares de mortos em 1985 e apenas duas horas depois de um exercício relacionado com movimentos sísmicos em todo o México.




Com Reuters, EFE e Notimex. Em atualização