Última hora

Mosquito potencialmente transmissor da dengue em Portugal

Uma espécie de mosquito que é potencialmente transmissora do vírus da febre dengue foi identificada pela primeira vez em Portugal, na região Norte do país. O mosquito não estava infetado com nenhum agente biológico que possa afetar a saúde humana, segundo a Direção-geral da Saúde (DGS).

Em leitura:

Mosquito potencialmente transmissor da dengue em Portugal

Tamanho do texto Aa Aa

Uma espécie de mosquito que é potencialmente transmissora do vírus da febre dengue foi identificada pela primeira vez em Portugal, na região Norte do país.

O mosquito não estava infetado com nenhum agente biológico que possa afetar a saúde humana, segundo a Direção-Geral da Saúde (DGS).

De acordo com a especialista da DGS Paula Vasconcelos, esta espécie (Aedes albopictus), de origem asiática, tem sido detetada em vários locais na Europa ao longo dos últimos anos.

Segundo a especialista da DGS, “não há nenhuma indicação” de que o mosquito encontrado esteja infetado com qualquer agente biológico.

“Não temos informação de que o mosquito esteja infetado para qualquer doença que possa afetar a saúde humana”, afirmou Paula Vascocelos à agência Lusa.

A espécie tem sido encontrada na Europa mas, até ao momento, não foram reportadas doenças humanas relacionadas com a sua presença.

O facto de se ter encontrado esta espécie não significa, segundo a especialista da DGS, que haja qualquer invasão.

Paula Vasconcelos considerou que “não é uma situação inesperada”, uma vez que a avaliação do risco feita a nível europeu tem apontado para a presença deste mosquito.

A DGS adianta que até ao momento “não há indícios de risco acrescido para a saúde da população”.

“O diretor-geral da Saúde e o presidente do Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge continuarão a informar a população da evolução e das medidas tomadas”, acrescenta uma nota emitida quarta-feira.

(Com LUSA)