Última hora

Corrida contra o tempo por sobreviventes

Mais de 50 pessoas foram resgatadas. Com o passar das horas, as hipóteses de encontrar alguém ainda com vida vão diminuindo.

Em leitura:

Corrida contra o tempo por sobreviventes

Tamanho do texto Aa Aa

É uma corrida contra o tempo.

As equipas de resgate e os voluntários prosseguem as buscas por sobreviventes entre os escombros das centenas de edifícios que colapsaram, no México, após o sismo de magnitude 7.1, na escala de Richter, na terça-feira.

Mais de 50 pessoas foram resgatadas. Com o passar das horas, as hipóteses de encontrar alguém ainda com vida vão diminuindo.


De acordo com o último balanço das autoridades mexicanas, pelo menos 273 pessoas morreram e cercam de duas mil ficaram feridas na sequência do terremoto.

Durante a quinta-feira, as equipas de resgate concluíram as buscas numa escola na Cidade do México. Segundo as autoridades, todos os alunos daquele estabelecimento de ensino foram localizados.

A ajuda internacional começa a chegar ao país. O Panamá, El Salvador, os Estados Unidos da América e Israel já enviarem equipas de resgate para o México, outras estão a caminho provenientes de outros países da América Latina.


O elevado número de edifício que colapsou levantou questões sobre os padrões de construção que deveriam ter sido melhorados em especial após o sismo que devastou o país em 1985 e provocou mais de 10 mil mortos.