Última hora

Última hora

Ilhas paradisíacas vivem inferno

Furacão Maria deixa rasto de destruição nas Caraíbas

Em leitura:

Ilhas paradisíacas vivem inferno

Tamanho do texto Aa Aa

As Caraíbas são conhecidas pelas paisagens paradisíacas mas o cenário atual é desolador, com o furacão Maria a deixar bem vincada a sua passagem. Na Dominica, a destruição salta à vista e de acordo com os números avançados pelo primeiro-ministro do país, 15 pessoas morreram e 20 estão desaparecidas.

No Porto Rico, Donald Trump admitiu que a intempérie tinha obliterado por completo a ilha e os 3,4 milhões de habitantes ficaram sem eletricidade. De acordo com as rádios locais, a passagem do furacão provocou seis mortes. Com ventos de 250 km/h, trata-se da maior tempestade a atingir território porto-riquenho em 90 anos.

Já a República Dominicana escapou à ira do Maria e mesmo com fortes chuvas e ventos na ordem dos 195 km/h, não foram provocados danos de maior. Apesar de se prever um aumento de intensidade da tempestade, o Maria afasta-se do país rumo às Ilhas Turcas e Caicos e às Bahamas.