Última hora

Eurogrupo pensa que economia grega está melhor, mas precisa de mais reformas

Presidente do Eurogrupo, Jeroen Dijsselbloem, diz viabilidade da dívida será estudada no final do programa.

Em leitura:

Eurogrupo pensa que economia grega está melhor, mas precisa de mais reformas

Tamanho do texto Aa Aa

A economia grega “está melhor”, mas o país deve dar prioridade à “estabilidade económica e política” e à “implementação de reformas”, defende o presidente do Eurogrupo, Jeroen Dijsselbloem.

A Grécia “deve realizar até ao fim do programa, em agosto de 2018, as reformas” reclamadas pelos credores, insistiu o líder dos ministros das Finanças da zona euro.

Jeroen Dijsselbloem deu uma entrevista a um diário grego antes de uma visita a Atenas na segunda-feira.

Dijsselbloem vai reunir-se com os principais governantes gregos, entre eles o primeiro-ministro, Alexis Tsipras, e o ministro das Finanças, Euclides Tsakalotos.

“A viabilidade da dívida pública grega (de 179% do Produto Interno Bruto – PIB) será estudada no final do programa, se a Grécia respeitar os compromissos”.

O presidente do Eurogrupo afirmou ainda que a Grécia “permanecerá sob supervisão depois do resgate”, o que é habitual, dando o exemplo dos programas da Irlanda, de Espanha e de Chipre.

Com Lusa