Última hora

Última hora

Crianças portuguesas processam Estados por negligência no combate às alterações climáticas

Crianças portuguesas recolhem fundos para financiar processo contra Estados por negligência no combate às alterações climáticas

Em leitura:

Crianças portuguesas processam Estados por negligência no combate às alterações climáticas

Tamanho do texto Aa Aa

Crianças de escolas portuguesas do distrito de Leiria estão a recorrer a financiamento coletivo (crowdfunding) para processar 47 países europeus, alegando que ao negligenciarem medidas de combate às alterações climática estes Estados colocam em risco a vida dos cidadãos.

Em pano de fundo, estão os incêndios deste verão no centro de Portugal, que mataram mais de 60 pessoas e deixaram centenas de feridos. As crianças portuguesas estão a ser representadas por advogados britânicos, especialistas em legislação ambiental e alteração climática.

Com o apoio da ONG Global Legal Action Network, querem recolher cerca de 40 mil euros (£ 35,000) para levar o caso ao Tribunal Europeu dos Direitos Humanos.

O apelo a crowdfunding foi publicado esta segunda-feira na plataforma CrowdJustice.

A ação judicial será movida contra 47 nações responsáveis ​​por aproximadamente 15% das emissões globais de gases de efeito estufa e detentoras de uma parte significativa das reservas de combustíveis fósseis do mundo, entre as quais estão o Reino Unido, a Irlanda, a Alemanha e a França, segundo a Global Legal Action Network.

Os advogados da Global Legal Action Network querem que o tribunal exija dos países em questão a implementação de políticas de redução de emissões e que renunciem a explorar as reservas de combustíveis fósseis.