Última hora

Megaoperação antimáfia em Itália

Uma megaoperação policial deteve mais de 20 pessoas ligadas à 'Ndraghetta, a máfia italiana calabresa, agora a operar no norte de Itália

Em leitura:

Megaoperação antimáfia em Itália

Tamanho do texto Aa Aa

A madrugada desta terça-feira acabou com mais de 20 pessoas detidas numa operação anti-mafia na região da Lombardia, Itália.

Entre os detidos, um presidente de câmara eleito pelo partido de Silvio Berlusconi, Forza Italia. Edoardo Mazza é acusado de corrupção na adjudicação de contratos de construção a grupos ligados à ‘Ndranghetta, um grupo de crime organizado italiano.


No total, 21 pessoas foram detidas, enquanto 3 foram postas em prisão domiciliária e outras 3 enfrentam também acusações que vão de extorsão a abuso de poder, dano corporal, tráfico de droga ou suborno, todas elas agravadas por ligação direta a crime agravado.

A investigação, coordenada pela Autoridade anti-mafia de Milão e procuradores em Monza, começou em 2015 e verificou a mobilidade da ‘Ndrangheta da Calabria, sul de itália, para a parte norte do país.

A Polícia acredita que cresceu mais do que as conhecidas máfias sicilianas e napolitanas, através do bem sucedido tráfico de cocaína proveniente da América Latina.