This content is not available in your region

TGV e estaleiros navais na mesa da cimeira França-Itália

Access to the comments Comentários
De  Ricardo Figueira
TGV e estaleiros navais na mesa da cimeira França-Itália

<p>Lyon, em França, é o palco do encontro entre os dirigentes de França e Itália, os dois vizinhos, separados pelos Alpes e unidos por séculos de amizade. O presidente francês Emmanuel Macron e o primeiro-ministro italiano Paolo Gentiloni encontram-se para uma cimeira em que o tema mais espinhoso é a <a href="http://www.latribune.fr/entreprises-finance/industrie/aeronautique-defense/une-alliance-entre-naval-group-et-fincantieri-est-elle-opportune-751104.html">venda dos estaleiros navais de Saint-Nazaire</a>.</p> <p>Macron está contra a venda de 51% da <span class="caps">STX</span> France, empresa detentora dos estaleiros, filial do grupo sul-coreano <span class="caps">STX</span>, à italiana Fincantieri. O mais provável é que o negócio seja substituído por uma grande aliança que inclui, além da <span class="caps">STX</span> France e da Fincantieri, a francesa Naval Group, formando um novo gigante europeu, apelidado já de Airbus da construção naval.</p> <p>O outro grande dossiê económico a ser discutido pelos dois países é a construção da <a href="https://limprevu.fr/avant-veille/lavant-veille-de-lete-2017/lyon-turin-france-voie-bout-tunnel/">linha férrea de alta velocidade entre Lyon e Turim</a>. Macron quer uma pausa no projeto, financiado em conjunto pelos dois países e pela União Europeia.</p>