Última hora

Última hora

Curdistão iraquiano sem voos internacionais

Em leitura:

Curdistão iraquiano sem voos internacionais

Tamanho do texto Aa Aa

Entrou em vigor, esta sexta-feira à tarde, a proibição de voos internacionais para a região curda do Iraque. Uma interdição, imposta pelo governo de Bagdade, como forma de retaliação ao referendo à independência do Curdistão iraquiano. Quase todas as companhias aéreas estrangeiras suspenderam os voos para Erbil e Sulaimaniya, obedecendo às ordens do executivo iraquiano, que controla o espaço aéreo do país.

O presidente turco também não está pelos ajustes. Recep Tayyp Erdogan, mas também o seu homólogo russo, concordaram que a integridade territorial do Iraque deve ser preservada:

“O referendo não tem legitimidade, nem em relação à Constituição iraquiana nem às leis internacionais. O governo regional cometeu um grande erro (ao realizar o referendo.) A comunidade internacional tem de apoiar a integridade territorial e unidade política do Iraque“´, afirmou Erdogan.

Turquia e Rússia têm fortes laços comerciais com a região curda do Iraque. Mas o referendo assustou Ancara, que luta contra separatistas da minoria curda no seu país, e teme as repercussões do referendo.