Última hora

Em leitura:

Festival George Enescu é um clássico da música clássica


Cult

Festival George Enescu é um clássico da música clássica

Entre os destaques do festival de música clássica George Enescu deste ano esteve um recital do violinista israelita e maestro Maxim Vengerov com o Vag Papian no piano.

Vengerov não se poupou em elogios a Enescu: “Tinha uma grande alma, entre outras coisas, a capacidade que tinha de ensinar era uma das grandes qualidades, porque produziu uma geração inteira de violonistas como Yehudi Menuhin; Ida Haendel; Arthur Grumiaux… Toda uma geração que inspirou a seguinte”.

O maestro catalão Jordi Savall voltou ao Enescu após dez anos. O famoso maestro, violinista e compositor disse que gostava particularmente de atuar perante o atento público de Bucareste: “As pessoas ouvem a música de forma muito intensa e com uma grande sensibilidade, muito calorosa. Para um músico, é o melhor que podemos ter num espetáculo”.

Savall atuou duas vezes no festival: com a orquestra “Concert des Nations” com um repertório desde o Barroco até ao Romantismo… E com o Hespèrion XXI, conhecido pelo uso da improvisação em torno de peças dos séculos XVI e XVII.

A violinista Patricia Kopatchinskaja deu um concerto do compositor húngaro contemporâneo György Ligeti: “É o que os artistas deveriam fazer – cuidar da música contemporânea. Da próxima vez, se me convidarem novamente, gostaria de tocar música contemporânea com pessoas daqui e com jovens estudantes”.

A Orquestra Royal Concertgebouw, dirigida por Daniele Gatti, com o premiado músico Liviu Prunaru no violino esteve entre as celebradas orquestras que encerraram o evento.

Realizado em setembro em homenagem ao célebre compositor romeno, o festival George Enescu é um dos maiores festivais de música clássica da Europa de Leste.

Escolhas do editor

Artigo seguinte
Las Vegas: Vigília com estrelas da música country em Nashville

Cult

Las Vegas: Vigília com estrelas da música country em Nashville