Última hora

"Descontrolo" no porte de armas nos EUA

Aumento da legislação sobre armamento nos Estados Unidos conta com a oposição ferverosa da NRA, a associação que defende o porte de armas de fogo no país.

Em leitura:

"Descontrolo" no porte de armas nos EUA

Tamanho do texto Aa Aa

O debate reacende-se nos Estados Unidos. Para além do acesso às armas, discute-se também o uso de dispositivos que transformam armas semiautomáticas em automáticas. Aliás, o mesmo utilizado pelo atirador do massacre de Las Vegas para modificar as armas que tinha. Recorde-se que, adaptando este chamado “bump stock”, a espingarda passa a ser capaz de disparar rajadas de tiros.
O dispositivo é legal e de venda relativamente fácil.

Em reação ao ataque realizado por Stephen Paddock no passado domingo, a antiga representante democrata Gabriella Giffords, ela própria uma sobrevivente de uma tentativa de homicídio com arma legal, exige que se trabalhe em conjunto para parar com este descontrolo sobre as armas.

Qualquer aumento da legislação sobre armamento nos Estados Unidos conta com a oposição ferverosa da NRA, a associação que defende o porte de armas de fogo no país e que, só nas presidenciais de 2016, contribuiu com muitos milhões para a campanha eleitoral.

Coincidência ou não, este fim-de-semana, em Las Vegas, não muito longe do local onde aconteceu o massacre, vai decorrer um congresso para debater mais uma vez a lei de porte de armas nos Estados Unidos.