Última hora

Em leitura:

Novo diretor da Ópera de Berlim tem objetivos ambiciosos


musica

Novo diretor da Ópera de Berlim tem objetivos ambiciosos

Em parceria com

A recém-restaurada Ópera de Berlim é uma das mais modernas casas de ópera do mundo. O novo diretor geral, Matthias Schulz, tem vários projetos ambiciosos: “Fazer estreias mundiais na Ópera de Berlim é algo muito importante para mim. Penso que é essencial que toda a casa reflita: como funciona a ópera e porque deve ter um papel tão importante para uma sociedade funcional. Pensa-se nisso de forma diferente quando se vê a ópera composta e quando a música é criada, quando o compositor e o diretor estão juntos. O meu grande desejo é organizar uma nova obra-prima por ano.

O que também é importante para mim é o estúdio de ópera, que já existe há algum tempo. Quero que os cantores sejam o rosto desta casa de Ópera. Quero apoiar este novo tipo de cantores, que não fazem carreira com apenas cinco árias, mas que estão interessados no programa. Cantores que estão abertos a experimentar coisas novas, que buscam o seu próprio perfil. Quero ajudar a construir novas estrelas da ópera – é algo muito importante para mim.

Quando se olha para os compositores e diretores gerais que deixaram a sua marca na história da Ópera Estatal de Berlim, percebe-se que se trata de uma instituição incrível. Os compositores de maior renome são Meyerbeer, Spontini e, mais tarde, Richard Strauss. Richard Strass estará em o centro desta casa de ópera, mas também há um ênfase em Meyerbeer e Spontini”.

Escolhas do editor

Artigo seguinte
"Pinóquio" abre a renovada Ópera de Bruxelas

musica

"Pinóquio" abre a renovada Ópera de Bruxelas