Última hora

Ação do homem está a contaminar as abelhas

Um relatório, da Universidade de Neuchâtel, publicado esta sexta-feira, dá conta que 75 por cento das amostras de mel testadas, em todo o mundo, contêm um pesticida.

Em leitura:

Ação do homem está a contaminar as abelhas

Tamanho do texto Aa Aa

Um relatório, da Universidade de Neuchâtel, publicado esta sexta-feira, dá conta que 75 por cento das amostras de mel testadas, em todo o mundo, contêm um pesticida cuja toxicidade estará relacionada com o declínio no número de abelhas, que tem vindo a acontecer nos últimos anos:

“Sabemos que esses produtos químicos atacam o cérebro do inseto e interferem na sua capacidade de aprender e orientar-se, o que é muito importante para uma abelha, elas precisam de ser capazes de encontrar o caminho para as flores e saber como regressar para a colmeia, se perdem essa capacidade é com se estivessem mortas

“Também sabemos que esses produtos químicos, em baixas concentrações, confundem o sistema imunológico da abelha o que faz com que possam contrair doenças”, explica o Professor David Goulson, da Universidade de Sussex.

O estudo conclui que a ação do homem está a contaminar, se não mesmo a matar, as abelhas:

“A maioria desses produtos químicos não é assimilada pelas plantações, eles entram no solo, cerca de 95 por cento fica nos solos e acaba por contaminar as águas e as raízes de outras plantas, como as silvestres que crescem ao lado das plantações”, adianta o Professor.

O documento é publicado no momento em que a Europa discute se impõe uma proibição, definitiva, aos pesticidas neurotóxicos. A Agência Europeia para a Segurança Alimentar estar a trabalhar, em parceria com o parlamento europeu organismo que vai decidir as medidas a serem adotadas.