This content is not available in your region

Espanha de branco pelo diálogo

Access to the comments Comentários
De  Euronews
Espanha de branco pelo diálogo

<p>A maior crise política de há décadas levou este sábado a Espanha à rua numa manifestação por uma ponte entre Madrid e Espanha. </p> <p>De Madrid a Sevilha, de Valladolid a Granada ou Pamplona, milhares de pessoas apelaram ao diálogo entre a região autonómica da Catalunha e o Estado espanhol, depois de responderem em força a um apelo nascido nas redes sociais, que pedia elementos brancos alusivos ao pacifismo e ausência de bandeiras. </p> <p><blockquote class="twitter-tweet" data-lang="en"><p lang="pt" dir="ltr">Fotogaleria: <a href="https://twitter.com/hashtag/Hablamos?src=hash&ref_src=twsrc%5Etfw">#Hablamos</a>? Espanhóis enchem ruas para defender a união <a href="https://t.co/EhHhRNOEAs">https://t.co/EhHhRNOEAs</a></p>— Público (@Publico) <a href="https://twitter.com/Publico/status/916698196788830209?ref_src=twsrc%5Etfw">October 7, 2017</a></blockquote><br /> <script async src="//platform.twitter.com/widgets.js" charset="utf-8"></script></p> <p>A Catalunha referendou a 1 de outubro a independência, sob forte repressão das forças de segurança nacionais. O balanço: cerca de 900 feridos. </p> <p><blockquote class="twitter-tweet" data-lang="en"><p lang="und" dir="ltr">⌚️ <a href="https://twitter.com/hashtag/En2minuts?src=hash&ref_src=twsrc%5Etfw">#En2minuts</a> Resultats definitius del <a href="https://twitter.com/hashtag/refer%C3%A8ndum?src=hash&ref_src=twsrc%5Etfw">#referèndum</a> de l’<a href="https://twitter.com/hashtag/1OCT?src=hash&ref_src=twsrc%5Etfw">#1OCT</a> <a href="https://t.co/MtlEkQJa4e">https://t.co/MtlEkQJa4e</a> <a href="https://t.co/qu2gbiJvJM">pic.twitter.com/qu2gbiJvJM</a></p>— Govern. Generalitat (@govern) <a href="https://twitter.com/govern/status/916619118089867264?ref_src=twsrc%5Etfw">October 7, 2017</a></blockquote><br /> <script async src="//platform.twitter.com/widgets.js" charset="utf-8"></script></p> <p>Uma participante da marcha em Madrid, dizia: “Acho que o diálogo é a única solução para se fazer bem as coisas. Todos temos argumentos para todo o tipo de posição e acho que falar é a solução. Para mais, acho que não há um ódio aos catalães e acho que o devemos demonstrar daqui, de Madrid.”</p> <p>O extremar de argumentos para diferentes posições levou a um confronto entre cerca de uma centena de pessoas incluídas num protesto anti-independência catalã, em lados opostos de um passeio no centro de Madrid, com um cordão policial a separar os manifestantes.</p> <p><blockquote class="twitter-tweet" data-lang="en"><p lang="pt" dir="ltr">Em três dias, quase uma dezena de empresas tirou a sede fiscal da Catalunha <a href="https://t.co/lix3vW7al3">https://t.co/lix3vW7al3</a></p>— Público (@Publico) <a href="https://twitter.com/Publico/status/916708653507506177?ref_src=twsrc%5Etfw">October 7, 2017</a></blockquote><br /> <script async src="//platform.twitter.com/widgets.js" charset="utf-8"></script></p> <p>Quase uma semana depois do referendo, e com uma lista cada vez maior de empresas a tomar a decisão de se deslocalizar para fora da Catalunha, incluindo a empresa gestora das águas de Barcelona, cresce a preocupação da cisão entre os espanhóis, acompanhada da da União Europeia, reforçada pela possibilidade de uma declaração unilateral de independência na Catalunha.</p>