Última hora

Encontradas cabeça e pernas de jornalista sueca desaparecida

Desaparecida a 10 de agosto, quando aceitou entrar no submarino artesanal Nautilus, do dinamarquês Peter Madsen, Kim Wall terá morrido a bordo e sido desmembrada. A cabeça e as pernas foram agora encontradas

Em leitura:

Encontradas cabeça e pernas de jornalista sueca desaparecida

Tamanho do texto Aa Aa

Este sábado a polícia dinamarquesa anunciou ter encontrado na baía de Koge, a sul de Copenhaga, a cabeça e as pernas de Kim Wall, a jornalista sueca desaparecida a 10 de agosto, depois de descer a bordo do submarino artesanal Nautilus do inventor dinamarquês Peter Madsen, para o entrevistar.

Outra bolsa encontrada continha roupa de Wall e uma faca. Ambos os sacos tinham peças de metal para provocar afundamento.


Peter Madsen está preso preventivamente e acusado de homicídio e de atentado à integridade de cadáver. Alegou que Wall tinha sido atingida por uma capa de escotilha pesada de escotilha, mas segundo as autoridades dinamarquesas, o crânio da jornalista não apresenta fracturas.

Imagens que se deduzem reais, segundo a polícia, de mulheres a serem estranguladas e decapitadas foram encontradas no disco duro de um computador do laboratório dirigido por Madsen, que alegou ser um computador de uso partilhado.

O tronco do corpo de Kim Wall havia sido encontrado em finais de Agosto ao largo de Copenhaga. As causas da morte estão por apurar