Última hora

Última hora

De Madrid para a Catalunha

Centenas de pessoas marcharam, sábado à tarde, pelas ruas de Madrid, pela unidade espanhola.

Em leitura:

De Madrid para a Catalunha

Tamanho do texto Aa Aa

Centenas de pessoas marcharam, sábado à tarde, pelas ruas de Madrid, pela unidade espanhola. Olga é catalã e vive, há dez anos, na capital. Ela tem consciência de que parte da responsabilidade do problema é do governo central, ainda assim não quer a independência da Catalunha:

“Estou aqui porque sou a favor de que a Catalunha continue a fazer parte de Espanha. Unidos somos melhores. Só chega a nós parte da informação, parece que na Catalunha toda a gente é independentista, o que é mentira”, afirma Olga Demestres.

Da sua família é a única que vive fora da Catalunha. Dois dos seus três irmãos são a favor da independência. Nas conversas entre a família não se discute política. O companheiro de Olga é de Madrid mas para ela manter as raízes catalãs é imperativo.

“Falo com o meu filho em catalão, porque é a minha língua. Falo com a minha família em catalão. Penso que é uma mais-valia poder fazê-lo, a cultura catalã não é propriedade dos independentistas, os que se sentem catalães e espanhóis também têm direito a falar catalão, a dançar sardanas, a fazer o que faz parte da cultura catalã”, explica Olga.

Olga, que viveu na sua cidade natal, Barcelona, até aos 26 anos, hoje tem 47, regressa sozinha a casa mas não para matar saudades. Parte com um grupo que vai participar numa manifestação, pela unidade de Espanha, na capital da região catalã.