Última hora

Satélite Sentinel-5P em contagem decrescente

A missão do Sentinel-5P é medir a qualidade do ar na atmosfera terrestre.

Em leitura:

Satélite Sentinel-5P em contagem decrescente

Tamanho do texto Aa Aa

No norte da Rússia, está tudo a postos para o lançamento esta sexta-feira (09h27 TMG) do mais recente satélite da Agência Espacial Europeia, ESA.

Uma vez em órbita, a missão do Sentinel-5P, é medir a qualidade do ar na atmosfera terrestre acompanhando o desenvolvimento de fenómenos climáticos como o aquecimento global e o estado da camada de ozono.

Pieternal Levelt é uma das principais cientistas envolvidas neste projeto. Foi ela a responsável pelo Tropomi, o instrumento que vai medir a poluição em todo o globo uma vez por dia.

“Trata-se de um instrumento que mede todo o globo. Isto significa que temos um instrumento calibrado a medir tudo, assim podemos comparar diretamente os níveis de poluição na Europa com aqueles na China e nos Estados Unidos”, afirma Levelt, diretora de I&D, KNMI, o Instituto Meteorológico da Holanda.

O novo satélite integra o programa de observação Copérnico Terra liderado pela Agência Espacial Europeia.

A missão espacial vai contribuir para um conhecimento mais aprofundado da atmosfera terrestre o que ajudará a combater problemas como as cinzas vulcânicas, algo fundamental para a segurança aérea, assim como os níveis de radiação ultra-violeta que podem produzir danos consideráveis nos seres vivos.