Última hora

Sobreviventes japoneses contra o Nuclear

Sobreviventes dos atentados nucleares, de 1945, no Japão, adotaram uma declaração que pede ao governo nipónico que assine o Tratado de Não Proliferação de Armas Nucleares.

Em leitura:

Sobreviventes japoneses contra o Nuclear

Tamanho do texto Aa Aa

Sobreviventes dos atentados nucleares, de 1945, no Japão, adotaram uma declaração que pede ao governo nipónico que assine o Tratado de Não Proliferação de Armas Nucleares, adotado pelas Nações Unidas:

“Queremos fazer com que o máximo de pessoas compreenda que a ideia de garantir a segurança, utilizando armas nucleares, está errada”, afirmou Terumi Tanaka, presidente da organização Nihon Hidankyo.

O objetivo é reunir milhões de assinaturas, em todo o mundo, até 2020, para empurrar todos os países, a assinar o tratado.

O número de mortos, causado pelas bombas dos EUA, que caíram sobre Hiroxima e Nagasáqui, é incerto, situa-se entre os 129 mil e os mais de 240 mil.

(Imagens de 1945 em Hiroxima depois do ataque: cortesia cidade de Hiroxima)