Última hora

Última hora

Vários mortos em tiroteio de escola na fronteira com o Sudão do Sul

Atacante tinha sido expulso da escola e acabou por ser linchado por uma multidão em fúria.

Em leitura:

Vários mortos em tiroteio de escola na fronteira com o Sudão do Sul

Tamanho do texto Aa Aa

Um aluno de uma escola do norte do Quénia matou, com arma de fogo, seis antigos colegas e um guarda da instituição. Pelo menos outros seis estudantes ficaram feridos e foram transportados para o hospital.

O ataque teve lugar numa escola da localidade de Lokichogio, na região e Turkana, perto da fronteira com o Sudão do Sul.

O estudante expulso foi surpreendido na posse de uma arma automática de assalto, uma AK-47, muito comum nos conflitos que assolam o continente africano e o Médio Oriente.

Segundo as autoridades, o jovem terá sido depois linchado por uma multidão em fúria, quando se encontrava detido pela polícia.

O atacante tinha 17 anos e era originário do Sudão do Sul. Tal como ele, milhares de crianças refugiadas do país, fustigado pela guerra desde 2013, frequentam escolas do norte do Quénia.

Cerca de dois milhões de refugiados deixaram o Sudão do Sul nos últimos quatro anos. Trata-se do mais importante êxodo transfronteiriço no continente africano desde o genocídio do Ruanda, em 1994. Cerca de 75 mil dos refugiados encontram-se no Quénia.

Com Reuters