Última hora

Última hora

"Breves de Bruxelas": o lóbi de Theresa May e o assassinato da jornalista maltesa

Em leitura:

"Breves de Bruxelas": o lóbi de Theresa May e o assassinato da jornalista maltesa

Tamanho do texto Aa Aa

A primeira-ministra britânica, Theresa May, falhou na sua última tentativa de lóbi para conseguir que a segunda fase das negociações do Brexit, sobre o futuro acordo comercial com a União Europeia, seja paralela à fase do divórcio.

Esse foi o tema do jantar com o presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, segunda-feira, em Bruxelas, na véspera da reunião dos ministros dos Negócios Estrangeiros da União Europeia.

Os chefes da diplomacia comunitários reuniram-se, terça-feira, no Luxemburgo, para preparar a cimeira de chefes de Estado e de governo, em Bruxelas, onde deverá ser recusado o pedido de May.

O programa que passa em revista a atualidade europeia diária destaca, também, o assassinato da jornalista de investigação Daphne Caruana Galizia, que causou consternação muito para além da pequena ilha de Malta, de onde era nacional.

No Parlamento Europeu, a eurodeputada maltesa de centro-direita, Roberta Metsola, realçou a coragem da jornalista “que lutava contra os manhosos e os criminosos”.

Um caso que é mais um episódio numa tendência de fragilização da imprensa, segundo o eurodeputado húngaro dos Verdes, Benedek Jávor: “A Comissão Europeia tem de levar extremamente a sério o estado do jornalismo independente, da imprensa independente nos Estados-membros da União”.