Última hora

Última hora

Detidos dois líderes catalães acusados de promoverem a revolta

Em leitura:

Detidos dois líderes catalães acusados de promoverem a revolta

Tamanho do texto Aa Aa

Jordi Sanches e Jordi Cuixart, os líderes das organizações independentistas catalãs, Assemblea Nacional Catalana (ANC) e Òmnium Cultural foram detidos sem caução. Estão acusados de delito de sedição, ou seja, promoção da revolta popular.

Os dois denunciam detenções políticas. Sanches declarou: “Trata-se de um ato que não corresponde a nenhum princípio de justiça. Tem apenas o objetivo de nos intimidar e castigar-nos por termos defendido a liberdade.”

Carles Puigdemont, reagiu através da rede twitter, escrevendo: “A detenção de Cuixart e Sanches é uma má notícia. Estão a encarcerar as ideias, mas estão a tornar mais forte a nossa necessidade de liberdade”.

Muitos catalães reagiram com um protesto ruidoso nas janelas.

A juiza Carmen Lamela acusa os dois líderes catalães de promoverem, no dia 20 de setembro, o assédio aos membros da Guardia Civil, que ficaram fechados durante 24 horas, enquanto se preparava o referendo na Catalunha e justifica a medida coativa pela alta probabilidade de que os suspeitos “destruam ou alterem” provas importantes para a investigação.