Última hora

Última hora

Catalunha: Milhares de pessoas reclamam a libertação dos "Jordis"

Em leitura:

Catalunha: Milhares de pessoas reclamam a libertação dos "Jordis"

Tamanho do texto Aa Aa

Milhares de pessoas concentraram-se esta terça-feira no centro de Barcelona, para pedirem a libertação dos dois líderes associativos catalães, Jordi Sanchez e Jordi Cuixart, detidos preventivamente sob a acusação de sedição – incentivo à revolta.

Os manifestantes gritavam, entre outros slogans “Jordis para casa”.

Foi posto a circular um vídeo que mostra os dois líderes a pedirem aos catalães que dispersem e abandonem a manifestação no dia 21 de setembro. A justiça espanhola acusa-os de incentivarem a revolta no dia 20 de setembro.

“O governo espanhol diz que não são presos políticos, então, não podem ser detidos por sedição. Que os acusem de vandalismo. Mas nunca ninguém foi encarcerado por vandalismo. É uma incongruência tão grande que eu não concordo com nada”, diz uma idosa.

Outra, refere: “São os primeiros presos políticos de 2017. Parecia que já não havia presos políticos, mas estes são os primeiros. Esperemos que não haja mais”.

O Tribunal Constitucional acrescentou ainda mais tensão ao processo, ao declarar ilegal o referendo da Catalunha.

O prazo para que o governo catalão reponha a situação política anterior e renuncie à declaração de independência termina esta quinta-feira. O porta-voz do executivo catalão diz que Carles Puigdemont vai responder com uma nova oferta de diálogo “sem condições”.