Última hora

Última hora

Carta de vítima do Titanic vai a leilão

A tragédia do Titanic fez em 1912 mais de 1500 mortos, depois de chocar com um iceberg no Oceano Atlântico norte.

Em leitura:

Carta de vítima do Titanic vai a leilão

Tamanho do texto Aa Aa

Se tudo correr bem, esta carta escrita por um dos passageiros do navio Titanic deverá ser vendida este sábado por cerca de 90 mil euros em leilão.

A mensagem de Alexander Holverson, um empresário que regressava com a sua mulher de umas férias em Buenos Aires via Reino Unido, para a sua mãe é considerada um dos últimos documentos resgatados da tragédia.

“Se tudo correr bem chegaremos a Nova Iorque quarta-feira de manhã”, escreveu este passageiro, um dia antes do Titanic chocar com um iceberg na noite de 14 para 15 de abril de 1912 e afundar-se. Na missiva é ainda possível ler as impressões de Holverson sobre o luxo e a grandeza do navio, bem como a casualidade de se ter cruzado com o magnata John Astor, um dos homens mais ricos do mundo naquela altura.

“Na verdade, é a única carta escrita no Titanic a ter entrado na água, por isso carrega as cicatrizes dessa imersão no frio do Oceano Atlântico Norte”, afirma o leiloeiro Andrew Aldridge.

Em 1912, a viagem inaugural daquele que era o maior navio do mundo, entre Southampton e Nova Iorque, acabou por fazer mais de 1500 vítimas mortais. O leilão será realizado pela Henry Aldridge & Son na cidade de Devizes, em Inglaterra.