Última hora

Última hora

Merkel quer cortes na assistência financeira à Turquia

A chanceler alemã pretende que os fundos de assistência à pré-adesão da Turquia à UE sejam reduzidos

Em leitura:

Merkel quer cortes na assistência financeira à Turquia

Tamanho do texto Aa Aa

Cortes na assistência financeira da UE à Turquia. A sugestão surgiu de Angela Merkel junto dos parceiros europeus no início da cimeira em Bruxelas na quinta-feira. A chanceler alemão pretende que os fundos europeus de assistência para a adesão dos turcos sejam cortados devido à que classificou de “problemas democráticos”.

“Concordámos em dois aspetos: primeiro, pedir à Comissão que de uma forma responsável reduza a ajuda de pré-adesão. Em segundo que não só falemos sobre a Turquia, mas que falemos com a Turquia. Temos que abordar em que contexto podemos continuar a falar sobre isso”, declarou a Chanceler.

Merkel quer deixar intacto o acordo Europeu com a Turquia para travar o fluxo massivo de refugiados, um compromisso que recebeu elogios da chanceler.

Isto no mesmo dia em que o ministro turco dos Negócios Estrangeiros, Mevlut Cavusoglu, considerou a adesão à União Europeia um interesse de Ancara, apesar de acusar Bruxelas de ter dois pesos e duas medidas.

Após o golpe de Estado falhado do ano passado, o governo turco instaurou o estado de emergência e limitou os procedimentos de garantias judiciais democráticas.