Última hora

Última hora

Lombardia e Veneto à procura de maior autonomia

A Europa prepara-se para assistir à realização de um novo referendo já este domingo

Em leitura:

Lombardia e Veneto à procura de maior autonomia

Tamanho do texto Aa Aa

Depois da Catalunha é a vez de Itália, mais concretamente das regiões da Lombardia e Veneto, no norte do país, avançarem com um referendo não vinculativo. Em causa não está a independência, mas uma maior autonomia.

Governadas pela Liga do Norte, as duas regiões mais ricas de Itália – que representam cerca de um quarto do PIB transalpino – reclamam um maior controlo das finanças e administração dos territórios.

A Constituição italiana dispensa a realização da consulta popular. Ainda, assim, os líderes regionais insistem na necessidade de os eleitores se expressarem nas urnas sobre a questão, aproveitando, desde logo, o descontentamento de uma grande parte dos italianos destas regiões com o montante de impostos pagos ao Governo central. Daqui saem todos os anos para os cofres do Estado mais de 70 mil milhões de euros. Uma situação que os eleitores querem ver alterada e que promete refletir-se na adesão às urnas no referendo deste domingo. Os responsáveis políticos mostram-se confiantes na vitória do “sim” e na mais valia que um resultado a favor de uma maior autonomia pode ter nas negociações com Roma.

A consulta popular conta com o apoio do Movimento Cinco Estrelas. Já o Partido Democrata, no poder, rejeita o referendo e apela à abstenção.