Última hora

Última hora

Em leitura:

Festival de jazz de Baku abre ao som da Kora


Cult

Festival de jazz de Baku abre ao som da Kora

O festival de jazz de Baku começou com os sons do músico guineense Sekou Kouyate. Apesar do orçamento apertado, os organizadores do festival conseguiram reunir músicos vindos de todo o mundo para a
tuar em vários locais da capital do Azerbaijão. Um festival que acontece juntamente com exposições, workshops de música e um novo concurso de jazz para jovens músicos.

Leyla Efenfdiyeva é uma das diretoras do Festival de Jazz de Baku: “Oferecemos uma grande variedade de géneros musicais como jazz, funk e etno jazz – e nosso público adora. Tentamos oferecer estilos de música muito diversificados e um programa muito rico ao mesmo tempo.”

Sekou Kouyate domina a Kora e é reconhecido mundialmente. O pai também era um músico de renome e um contador de histórias.
Kouyate agora pretende ultrapassar os limites deste instrumento de 21 cordas – algures entre um alaúde e uma harpa – um instrumento popular na África Ocidental há séculos: “não se trata de mudar a tradição, mas sim de tornar a música africana acessível e respeitar as tradições. Para mim, a Kora é um instrumento muito versátil que pode tocar jazz e blues… Sou o primeiro a adicionar pedais de efeitos e a distorção”, conclui Sekou Kouyate.

Escolhas do editor

Artigo seguinte
Emigrante portuguesa em França inspira "Maria e Salazar"

Cult

Emigrante portuguesa em França inspira "Maria e Salazar"