Última hora

Última hora

"Matilda" estreia entre polémica

Defensores da memória do czar Nicolau II estão contra o filme, que retrata uma alegada relação extraconjugal com uma bailarina.

Em leitura:

"Matilda" estreia entre polémica

Tamanho do texto Aa Aa

“Matilda” é um filme que retrata a alegada ligação sentimental entre Nicolau Segundo, o último czar da Rússia, e uma bailarina. Para a estreia, foi escolhido o teatro Mariinski São Petersburgo, um dos maiores palcos mundiais do bailado. Uma estreia marcada por protestos e desacatos.

À frente dos defensores da memória do czar que pedem a proibição do filme está a deputada Natalia Poklonskaya, eleita pelo partido de Vladimir Putin: “Liberdade ilimitada é uma coisa que não existe. Mesmo nos campos da arte e da cultura. A liberdade tem de ser baseada na lei – disse o próprio czar Nicolau II. Liberdade sem limites significa caos”

Apesar da polémica, o realizador Alexei Uchitel está tranquilo. Mesmo depois de o estúdio onde trabalha ter sido alvo de um ataque, por pessoas não identificadas, com cocktails molotov: “O filme estreou, o que significa que o bom senso prevaleceu. Agora, vamos ver o que se vai passar”, disse o cineasta.

O filme chega aos ecrãs da Rússia depois de ter passado pelo festival de Hamburgo. Tem estreia comercial marcada em vários outros países, incluindo na Alemanha, onde estreia na próxima semana, espera-se que com menos polémica à mistura.