Última hora

Última hora

A "felicidade" de Einstein vendida por 1,5 milhões de euros

"Uma vida calma e humilde vai trazer-lhe mais felicidasde do que a busca pelo sucesso e a consequente agitação constante", escreveu o físico alemão para substituir uma gorjeta em 1922

Em leitura:

A "felicidade" de Einstein vendida por 1,5 milhões de euros

Tamanho do texto Aa Aa

Duas mensagens escritas há quase cem anos por Albert Einstein foram vendidas por mais de um milhão e meio euros. Entre elas, uma que ficou conhecida como “a teoria da felicidade.”

Em novembro de 1922, após saber que iria ser Nobel da Física, o alemão recebeu uma mensagem no quarto do hotel Imperial, onde estava naquele dia hospedado em Tóquio, no Japão.

O leiloeiro Gal Wiener, diretor da Winner’s, em Jerusalém, recorda-nos o episódio: “Quando o moço de recados foi ao quarto dele, Einstein não tinha dinheiro para gorjeta. Por isso, pegou neste pedaço de papel e escreveu algumas palavras na respetiva caligrafia e deu a mensagem como compensação dizendo ao rapaz que naquele momento já era famoso e que aquilo iria provavelmente valer mais que uma gorjeta normal.”


No papel timbrado do hotel, Einstein escreveu: “Uma vida calma e humilde vai trazer-lhe mais felicidasde do que a busca pelo sucesso e a consequente agitação constante.”

No outro papel, deixou uma frase mais simples, mas igualmente profunda: “onde há um desejo, há um caminho.”


O físico alemão estava certo. Leiloadas em Israel, a primeira foi vendida por mais de um 1,5 milhões de dólares. A segunda, por 240 mil euros.

Tudo somado e feito o câmbio, as duas valeram mais de 1,5 milhão de euros.