Última hora

Última hora

Governo de Madrid desafia Carles Puigdemont a candidatar-se

O líder da Generalitat, destituído por Madrid na sexta-feira, deixou bem expresso que não aceita o seu afastamento.

Em leitura:

Governo de Madrid desafia Carles Puigdemont a candidatar-se

Tamanho do texto Aa Aa

O Governo espanhol desafiou Carles Puigdemont a candidatar-se nas próximas eleições regionais da Catalunha.


O líder da Generalitat, destituído por Madrid na sexta-feira, deixou bem expresso que não aceita o seu afastamento e pediu aos catalães para terem “paciência, perseverança e perspetiva” e para fazerem uma “oposição democrática”.

Puigdemont garantiu, ainda, que a sua vontade é “continuar a trabalhar”

O porta-voz do executivo de Mariano Rajoy, Méndez de Vigo, sublinhou que Puigdemont “não tem poder, nem competências, nem meios financeiros, por isso, insistiu que caso pretenda continuar na política, então “deve preparar-se para as próximas eleições que se realizam, no dia 21 de dezembro. Pode, assim, exercer essa oposição democrática”.

Ativado o Artigo 155 da Constituição espanhola, cabe à vice-presidente do Governo, Soraya Sáenz de Santamaría, assumir a maior parte das competências até agora nas mãos do presidente e vice-presidente da Generalitat.

Os decretos com as medidas a aplicar foram publicados no Boletim Oficial do Estado, o equivalente ao Diário da República, em Portugal.

Apesar de Mariano Rajoy ter dissolvido o Parlamento catalão, Carme Forcadell vai manter a presidência da assembleia até às eleições, de uma forma simbólica e sem qualquer poder.

Com: Reuters