Última hora

Última hora

Pela unidade nacional, em Barcelona

De acordo com os organizadores da "Sociedade Civil da Catalunha" mais de um milhão de pessoas participaram na manifestação. A polícia local fala em 300 mil pessoas. A representação do Governo de Espanha na Catalunha estima uma afluência de um milhão de pessoas.

Em leitura:

Pela unidade nacional, em Barcelona

Tamanho do texto Aa Aa

Bandeiras de Espanha não faltaram na grande manifestação que começou a encher este domingo, desde cedo, as ruas do centro de Barcelona.

Em nome da unidade nacional e do regresso à “normalidade institucional” centenas de milhares de pessoas convergiram para a capital catalã. Chegaram a ser fretados autocarros.

No terreno, ouviu-se de tudo até pré-campanha para as eleições regionais antecipadas já marcadas para 21 de dezembro pelo primeiro-ministro Mariano Rajoy.

“A 21 de dezembro é preciso votar em massa. Estou certo de que serão mais os catalães que defendem a unidade de Espanha do que os que defendem a separação. É a nossa grande oportunidade. Depois de 35 anos de nacionalismo chegou o nosso momento e o partido Cidadãos está pronto”, disse Albert Rivera, líder do partido Cidadãos.

Com mais ou menos fervor pela causa, quase ninguém quis perder a marcha perante o simbolismo histórico dos acontecimentos. Nas ruas cantou-se a música “Que viva España”, de Manolo Escobar.

Francisco Fuentes, euronews – A gigantesca marcha a favor da unidade de Espanha abre uma semana intensa. A nível político para ver os movimentos dos partidos pró-independência e a nível judicial com as primeiras iniciativas contra os responsáveis pela declaração unilateral da independência.