Última hora

Última hora

Banco de Inglaterra sobe juros pela primeira vez em mais de uma década de 0,25% para 0,5%

A subida anunciada esta quinta-feira já era esperada pelos analistas e investidores, que acreditam que devem ocorrer novas subidas da taxa de juro no final de 2018.

Em leitura:

Banco de Inglaterra sobe juros pela primeira vez em mais de uma década de 0,25% para 0,5%

Tamanho do texto Aa Aa

O Banco Central de Inglaterra decidiu esta quinta-feira subir a sua taxa de juro pela primeira vez nos últimos 10 anos. Depois do mínimo histórico de 0,25, a taxa de referência sobe agora para 0,5%, num esforço da instituição liderada pelo canadiano Mark Carney para conter a inflação, que pode chegar aos 3 por cento no final do ano.

“Com o desaparecimento da folga sobre a inflação e a economia a crescer a taxas a um ritmo superior, é improvável que a inflação volte ao objetivo dos dois por cento sem algum aumento nas taxas de juros”, afirmou. De acordo com o governador do Banco de Inglaterra, o objetivo de estabilizar a inflação nos 2 por cento foi afetado pelo Brexit.

“A decisão de deixar a União Europeia já está a ter um impacto visível. O excesso de inflação durante toda a previsão reflete predominantemente os efeitos sobre os preços de importação e a queda na libra relacionada com o referendo. A incerteza está associada ao Brexit e a nossa influência na atividade doméstica diminuiu, mesmo quando o crescimento global aumentou significativamente”, acrescentou.

As consequências do processo de saída da Grã-Bretanha da União Europeia, que deverá consumar-se em 2019, já se fizeram sentir na economia inglesa, com o banco central a reduzir no passado mês de agosto a sua previsão de crescimento de 1,9 para 1,7 por cento.