Última hora

Última hora

Madrid deverá oficializar mandado europeu de Justiça contra Puigdemont

Presidente destituído do Governo regional catalão exigiu, em Bruxelas, a libertação dos membros do antigo Executivo autónomo.

Em leitura:

Madrid deverá oficializar mandado europeu de Justiça contra Puigdemont

Tamanho do texto Aa Aa

O advogado do presidente destituído da Generalitat da Catalunha, Carles Puigdemont, diz que a Justiça espanhola emitiu um mandado de detenção europeu contra aquele que o Governo de Madrid considera como antigo líder da região autónoma.

Puigdemont, que se encontra em Bruxelas, não compareceu perante a Audiência Nacional , em Madrid, e condenou a detenção de vários antigos membros do Governo catalão:

“Como presidente legítimo do Governo da Catalunha, eleito a 27 de setembro, exijo a libertação dos membros do meu Executivo, assim como do meu vice-presidente. Exijo respeito por todas as opções políticas e exijo o fim da repressão política”, disse Puigdemont.

Vários antigos membros do Governo regional catalão são acusados dos delitos de rebelião, sedição e desvio de fundos. Oriol Junqueras, antigo vice-presidente, encontra-se entre entre os alvos da medida de prisão preventiva.

O antigo conselheiro Santi Vila, que se demitiu poucas horas antes da destituição do Executivo catalão, pode aguardar julgamento em liberdade, mas terá de pagar 50 mil euros.

Espera-se que a Audiência Nacional oficialize o mandado de detenção europeu esta sexta-feira. Madrid enviará um pedido de extradição ao Ministério Público federal belga.

Com Lusa