Última hora

Última hora

ONU e Colômbia assinam acordo para tentar erradicar o negócio da cocaína no país

Acordo agora assinado prevê um investimento de 315 milhões de dólares, mais de 270 milhões de euros, para encontrar alternativas ao cultivo de coca.

Em leitura:

ONU e Colômbia assinam acordo para tentar erradicar o negócio da cocaína no país

Tamanho do texto Aa Aa

As Nações Unidas e a Colômbia assinaram, esta sexta-feira, um acordo para tentar erradicar o negócio da cocaína no país sul-americano. Esta é mais uma etapa do processo de paz firmado entre o governo colombiano e as guerrilhas locais. O Gabinete das Nações Unidas contra as Drogas e o Crime , com sede em Viena, e que promove esta ação, defende que esta se trata da “maior tentativa alguma vez realizada de afastar as comunidades rurais do negócio das drogas”.

Durante décadas, parte das regiões de cultivo eram controladas pelas FARC. Os responsáveis do movimento rebelde, quando assinaram o acordo de paz com o governo de Juan Manuel Santos, comprometeram-se a entregar as armas e a incentivar os agricultores a mudar de culturas.

Recorde-se que, de acordo com dados das Nações Unidas, a Colômbia é o maior produtor de cocaina do mundo. Só no ano passado, as áreas cultivadas de coca no país aumentaram 52%, atingindo 146 mil hectares. O acordo agora assinado prevê um investimento de 315 milhões de dólares, mais de 270 milhões de euros, para encontrar alternativas ao cultivo de coca. O café e o cacau são apontados como produtos preferênciais.