Última hora

Última hora

Scolari despede-se do Guangzhou Evergrande como tricampeão

Antigo selecionador de Brasil e Portugal fechou passagem pela China com uma derrota, mas com mais sete títulos no currículo

Em leitura:

Scolari despede-se do Guangzhou Evergrande como tricampeão

Tamanho do texto Aa Aa

A poucos dias de celebrar 69 anos (quinta-feira), o treinador brasileiro Luiz Felipe Scolari, antigo selecionador de Portugal, esteve este sábado no relvado do Guangzhou Evergrande para celebrar o tricampeonato chinês e despedir-se dos adeptos. O treinador confirmou a esperada saída do clube após a conquista do terceiro título de campeão chinês de futebol.

“Obrigado ao Guangzhou Evergrande por me ter dado a oportunidade de vir para a China e para Guangzhou, onde passei dois anos e meio agradáveis convosco”, afirmou o técnico em pleno relvado do Tianhe Stadium, após o jogo da 30.ª e última jornada, em que a sua equipa foi derrotada por 2-1 pelo Tianjin Quanjin.



O ex-selecionador brasileiro, que não esteve no banco por estar suspenso, foi ao relvado festejar com os jogadores, que lhe entregaram o troféu de campeão, o sétimo título conquistado pelo clube nos últimos dois anos, sob o comando de Scolari, de 68 anos, campeão do mundo de seleções com o Brasil, em 2002, e vice-campeão europeu com Portugal, em 2004.

“Agradeço do fundo do coração a estes jovens à minha frente”, disse Scolari dirigindo-se aos seus jogadores.



De acordo com a imprensa chinesa, Scolari optou por não renovar o contrato, que termina no final desta temporada, embora o Guangzhou Evergrande ainda não tenha anunciado oficialmente a saída do técnico. O italiano Fabio Cannavaro, campeão do mundo em 2006 como jogador e atual treinador do Tianjin Quanjian, é um dos nomes falado para o seu lugar, a par do compatriota Carlo Ancelotti ou do alemão Thomas Tuchel.

André Villas-Boas fecha como vicecampeão

André Villas-Boas também fechou o campeonato chinês com uma derrota em casa. O Shanghai SIPG foi batido pelo Jiangsu Suning, por 3-2, e acabou o campeonato no segundo lugar, com 58 pontos, menos seis do que o conjunto orientado por Luiz Felipe Scolari.

A equipa de Villas-Boas inaugurou o marcador, através de Lu Wenjun (08 minutos), após assistência do português Ricardo Carvalho, mas Alex Teixeira (21) e Li Ang (33) colocaram a equipa de Fabio Capello em vantagem antes do intervalo. No segundo tempo, Hulk ainda fez o empate, de penálti (80), mas Moukandjo deu o triunfo ao Jiangsu Suning (86).



O Tianjin Quanjian, que venceu o campeão nesta derradeira jornada, ficou no terceiro lugar e assegurou uma vaga na fase preliminar da Liga dos Campeões asiáticos juntamente com o Shanghai SIPG. O Guangzhou Evergrande tem entrada direta.

Texto: Lusa
Ediçâo: Francisco Marques