Última hora

Última hora

Liberdade condicional para Carles Puigdemont e os seus quatro ex-ministros

Em leitura:

Liberdade condicional para Carles Puigdemont e os seus quatro ex-ministros

Tamanho do texto Aa Aa

Após uma audição que durou cerca de dez horas, o juiz belga decidiu manter em liberdade condicional o ex-presidente do governo da Catalunha, Carles Puigdemont assim como os quatro ex-conselheiros do governo que se encontram em Bruxelas.

Os cinco estão sujeitos a medidas de coação: Têm termo de residência, não podem deixar o país e são obrigados a comparecer sempre que forem solicitados.

Carles Puigdemont, Meritxell Serret, Toni Comín, Lluís Puig e Clara Ponsantí estão a colaborar com a justiça belga. Tinham-se entregado na manhã de domingo.

O processo segue agora para o tribunal de primeira instância, que tem 15 dias para decidir se responde favoravelmente ao pedido de extradição apresentado pela Audiência Nacional espanhola.

Em caso de resposta positiva, os ex-governantes catalães podem opor-se à extradição e recorrer judicialmente da decisão belga. Na Bélgica, o prazo para cumprir os mandados europeus são de 60 dias e, em casos especiais, podem ser alargados.