Última hora

Última hora

Donald Trump visita Coreia do Sul a pensar no Norte

Presidente dos EUA não se deixa intimidar pela possibilidade de um conflito nuclear na península da Coreia

Em leitura:

Donald Trump visita Coreia do Sul a pensar no Norte

Tamanho do texto Aa Aa

A Coreia do Sul é a segunda paragem de Donald Trump na sua digressão de doze dias pelo continente asiático mas é a Coreia do Norte que domina as atenções. O Presidente dos Estados Unidos aterrou na base aérea de Osan, a sul de Seoul, e mesmo sem visitar a Zona Desmilitarizada, mostrou que não se deixa intimidar pela ameaça de um conflito nuclear na península. Ameaça essa que cresce consideravelmente com a presença de um dos principais responsáveis pelo escalar do conflito.

Apesar de ficar apenas vinte e quatro horas no país, o presidente norte-americano desperta paixões entre os sul-coreanos e lado a lado é possível assistir a manifestações pró e anti-Trump. Se os apoiantes elogiam a postura dura e inflexível perante a ameaça do norte, os críticos dizem simplesmente que sem Trump não haverá guerra.

A realidade não será tão simples, mas é verdade é que durante a visita ao Japão, Trump deixou no ar a possibilidade de um negócio bastante lucrativo para Washington que permitiria aos nipónicos dormir descansados perante a ameaça de Pyongyang.