Última hora

Última hora

Líbia e ONG alemã trocam acusações após morte de cinco migrantes

Em leitura:

Líbia e ONG alemã trocam acusações após morte de cinco migrantes

Tamanho do texto Aa Aa

A guarda-costeira líbia acusa uma Organização Não-Governamental (ONG) alemã de ser responsável pela morte de cinco migrantes durante um incidente com um barco pneumático, na segunda-feira, no mar Mediterrâneo.

Segundo as autoridades líbias, as cinco vítimas tinham morrido afogadas depois de se lançarem à água para tentar escapar para a embarcação da ONG “Sea Watch”, especializada no resgate de migrantes.

A ONG denuncia, por seu lado, o que considera ser a “atitude violenta” da guarda-costeira que teria resgatado só uma parte dos náufragos, antes de abandonar a área do incidente.

Os socorristas alemães voltam assim a criticar as operações da guarda-costeira líbia, financiadas pela União Europeia, depois de resgatarem 58 náufragos e 5 corpos sem vida. As autoridades líbias recuperaram por, seu lado, 47 migrantes na segunda-feira.

As operações líbias tinham permitido diminuir em cerca de 70% o fluxo migratório com destino a Itália, entre Julho e Outubro, sem, no entanto, conseguir evitar uma nova vaga migratória nas últimas semanas.