Última hora

Última hora

Sacerdote assume paternidade e quer permanecer em funções

Giselo Andrade colocou o lugar à disposição, na paróquia do Monte.

Em leitura:

Sacerdote assume paternidade e quer permanecer em funções

Tamanho do texto Aa Aa

Um sacerdote da Madeira assumiu a paternidade de uma menina e pretende continuar em funções.

Giselo Andrade colocou o lugar à disposição, na paróquia do Monte.


A decisão está nas mãos do bispo do Funchal. D. António Carrilho referiu que o voto de celibato é assumido de livre vontade e que a Igreja Católica não pode permitir vidas duplas. “Tudo se perdoa desde que haja verdadeiro arrependimento e mudança de vida. A Igreja não aceita, evidentemente, é uma vida dupla ou uma situação em que não seja bem claro aquilo que cada um assume.”

Giselo Andrade, de 36 anos, foi pai em agosto. A notícia pode ter surpreendido os paroquianos no entanto, mantêm o apoio ao sacerdote.

A decisão de manter, ou não, o sacerdote em funções ainda não está tomada, no entanto, Giselo Andrade não consta na lista das nomeações pastorais para 2018, da Diocese do Funchal, publicadas no dia 1 de novembro.