Última hora

Última hora

Patrulhas diárias em Chilapa por causa da violência

A região, no estado mexicano de Guerrero, tem sido afetada pelos confrontos entre de dois grupos rivais - Los Rojos e Los Ardillos.

Em leitura:

Patrulhas diárias em Chilapa por causa da violência

Tamanho do texto Aa Aa

Cerca de 300 escolas encerradas por mais de 48 dias. Uma consequência das ameaças de grupos criminosos organizados contra professores e estudantes em várias áreas do estado mexicano de Guerrero.

De dia e de noite, o patrulhamento policial e de militares é uma constante em municípios como Chilapa, um dos mais afetados.

“Há um dispositivo operacional em marcha há algum tempo em Chilapa. Lamentavelmente, a criminalidade voltou a aparecer e isso obriga-nos a reforçar a segurança num município ou região, dependendo de onde se registarem ocorrências. O interesse é regressar às aulas com as condições requeridas”, sublinhou o Governador do Estado de Guerrero, Hector Astudillo Flores.

O cenário é de guerra num dos estados mais castigados pela violência associada à droga.

Só no município de Chilapa encontraram-se recentemente sete corpos desmembrados ao pé de uma estrada.

A região tem sido afetada pelos confrontos entre de dois grupos rivais – Los Rojos e Los Ardillos.

Apesar de não terem sido registadas ações contra escolas, as autoridades suspenderam as aulas por precaução.